15/04/2015

Os 10 alimentos industrializados vilões da alimentação infantil...

Oi pessoal!Tudo bem?
Essa semana vi uma reportagem no site do MSN falando sobre os 10 alimentos vilões para as crianças, achei super válido compartilhar isso com vocês pois algumas da minhas leitoras são mamães. E como toda mãe se preocupa com a alimentação dos filhos, espero que elas gostem da reportagem!

Os 10 alimentos industrializados vilões da alimentação infantil

Nuggets, refrigerantes, sucos de caixinha, biscoitos recheados, salsicha ou hambúrguer congelado: qual criança não se derrete por essas guloseimas e qual pai e mãe, na correria do dia a dia, não costuma oferecer a elas os alimentos acima? O problema, explicam nutricionistas ouvidas pelo Tempo de Mulher, é que esses alimentos industrializados muitas vezes são ricos em sódio, gordura e açúcares refinados, considerado os grandes vilões da alimentação quando consumidos com muita frequência.

"Os nuggets, preparados com carnes processadas, contêm muito conservantes e têm alto teor de gordura. Por isso devem ser substituídos por peito de frango empanado caseiro", recomenda Ana Carolina Terrazan, especialista em Nutrição Materno-Infantil e Doutoranda em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Já o refrigerante não traz qualquer benefício para a saúde. "São bebidas com altíssimo teor de sacarose, sódio e muitos corantes. As versões light e zero possuem adoçantes não indicados para crianças", adverte Ana Carolina.

Os biscoitos recheados, alimentos rotineiros na dieta infantil, não agregam valor nutricional significativo à alimentação da criança e carregam gordura saturada, gordura trans, corantes e elevado teor de açúcar. "Um pacote de biscoito recheado apresenta 30 gramas de gordura e 50g de açúcar, equivalendo a 8 pães franceses", adverte Karoline Basquerote, especialista em Nutrição Clínica e Doenças Crônicas do Hospital Moinhos de Vento e Pós-graduanda em Nutrição em Pediatria pelo Instituto de Pesquisas Ensino e Gestão em Saúde(IPGS).

O grande problema é que, em muitas casas, o alimento industrializado está 100% presente no dia a dia, enquanto os alimentos in natura ou as preparações caseiras não fazem parte da rotina alimentar.

"Em se tratando de alimentação infantil temos um número crescente e alarmante no consumo de alimentos ricos em sódio, gordura e açúcares refinados e estes são prejudiciais quando consumidos rotineiramente. Há muito com o que se preocupar quando temos consumo desenfreado de produtos cujos ingredientes principais são estes acima citados", adverte Ana Carolina.

A nutricionista explica ainda que a gordura presente nestes alimentos raramente é um tipo de gordura "saudável", sendo normal encontrar altos teores de gordura trans ou saturada em pequenas porções com uma quantidade de sódio (utilizado como conservante) que, muitas vezes, ultrapassa os limites de consumo aceitáveis para um dia inteiro.

Alguns produtos apresentam muito mais açúcar em sua composição

"A quantidade de açúcares também vai além da conta e, muitas vezes, os produtos apresentam muito mais açúcar em sua composição do que o alimento/nutriente natural, como, por exemplo, os sucos de caixinha em relação à fruta. O fato é que muitas famílias oferecem estes alimentos em demasia e ignoram os problemas que podem vir a enfrentar no futuro", adverte a especialista em Nutrição Materno-Infantil, Karoline Basquerote.

Ela alerta que devemos evitar os alimentos industrializados com grande quantidade de conservantes e aditivos químicos em sua composição porque, além de serem pobres em nutrientes, prejudicam a absorção das vitaminas e minerais fundamentais ao nosso organismo.

E faz um alerta: o consumo excessivo desses tipos de alimentos está fortemente relacionado ao surgimento da obesidade infantil e, consequentemente, de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e dislipidemias (níveis elevados de gordura no sangue).

"Com o crescente aumento da obesidade infantil, diversos estudos têm apontado a alimentação inadequada, baseada em alimentos industrializados, como um dos principais vilões a desencadear doenças crônicas cada vez mais precocemente. Doenças que um tempo atrás eram encontradas apenas em adultos e idosos agora já apresentam casos espantosos na população infantil", afirma Karoline.

No entanto, nada de radicalismos na hora de riscar estes alimentos de uma hora para outra da rotina alimentar dos filhos.

"Tenho duas filhas, estudo e trabalho com alimentação infantil e posso afirmar que a palavra "radical" não se encaixa com educação alimentar. A alimentação é um momento de confraternização e deve ser prazerosa, não incluindo o "proibido". Sou a favor do eventual e da moderação. Se uma criança é educada desde pequena a uma alimentação adequada e saudável, automaticamente o consumo desses alimentos será moderado e não precisará ser restrito", observa Karoline Basquerote.

Estabeleçam metas para consumo desses alimentos

Para as crianças que já consomem as "guloseimas" é possível estabelecer metas. O ideal, aconselha Ana Carolina Terrazan, é nunca cortar tudo de uma só vez. "Levar as crianças ao supermercado ou às feiras é sempre uma boa alternativa para colocar a criança em contato com os alimentos e instigar a curiosidade por outros sabores", recomenda.

"Pais e mães devem estar cientes que, para que as crianças tenham bons hábitos alimentares, eles também precisam ter. Crianças normalmente se espelham nos pais e fica difícil para elas entenderem que um alimento não é saudável se os pais comem todos os dias esses alimentos. Uma dica para aqueles que oferecem esse tipo de alimento diariamente é reduzir a oferta para algumas vezes na semana inicialmente e seguir as orientações do nutricionista para a reeducação alimentar", completa Karoline.

As nutricionistas explicam como o consumo excessivo desses alimentos industrializados podem estimular a obesidade infantil.

Fica a dica!  :o)

* Créditos:  http://www.msn.com/pt-br/saude/obesidade-infantil-nao/os-10-alimentos-industrializados-vilões-da-alimentação-infantil/ar-AAayOlh?ocid=mailsignoutmd

16 comentários:

  1. Acho que alimentos industrializados sao veneno pra qualquer um. É super difícil hoje em dia nao ser consumidor deles.

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bom disso tudo eu sei agora o que não entendo é como que as mães deixam os filhos comer esses vilões da saúde.....
    sabe proibir não agora comer todo os dias é complicado né?
    rsrsrs

    Beijos;)
    * Blog da Pâm

    ResponderExcluir
  3. Já tinha conferido as dicas um dias desses, porque estava achando que a Larinha estava abusando demais de doces. São super úteis para todas as mamães e por isso nós agradecemos por compartilhar!

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post.
    Também já tinha lido sobre os efeitos ruins de alguns alimentos...
    É difícil proibir, mas com certeza diminuir é a melhor opção...
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Temos que ficar de olho né, muitas vezes
    eu dou biscoito recheado as meninas
    e nunca parei para pensar nas gorduras
    que ele carrega, refrigerante aqui
    só em dia de festa.
    Linda Tarde!
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do post, achei bem curioso a "variedade" (ou não!) desses industrializados e por isso temos que cuidar da saúde de nossos filhos e realmente estabelecer metas.

    ResponderExcluir
  7. Procuro evitar ao máximo os alimentos industrializados, substituir por alimentos saudáveis são sempre a melhor opção... gosto de levar as meninas a feira para que elas possam ajudar a escolher frutas, verduras e legumes e assim desenvolver o habito de consumir alimentos saudáveis.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Super informativo! A Obesidade infantil é um problema grave e está só crescendo! A má alimentação também gera deficiência do sistema imunológico e prejudica o desenvolvimento da criança. Refrigerante é sem dúvida um dos piores alimentos do mundo. Não tem nada de bom! Biscoito recheado também, já pensou? 8 pãezinhos num pacote?
    Adorei o post
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. ótimo post, parabéns! Bjs
    http://ofantasticomundodairis.blogspot.com.br
    https://www.youtube.com/watch?v=iOZTMyDmL1s

    ResponderExcluir
  10. Ainda bem que a grande maioria me filho não come, sou meio cri cri com a alimentação dele.

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Incrível como colocamos alimentos totalmente nocivos em nossa casa, aqui evito ao máximo dá qualquer alimento que não seja natural para a a Ju!

    ResponderExcluir
  12. nossa não sabia de tanto alimentos que prejudicam realmente ! adorei a dica beijinhos
    Sorria Princesinha

    ResponderExcluir
  13. Achei bem esclarecedor seu post. Realmente sucos industrializados são muito doces e tem até mais calorias do que os refrigerantes.
    Blog de cara nova
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  14. Oie,
    Não são só as crianças qe adoram esses produtos industrializados, os adultos também, eu nem comento o quanto sou adepta deles. Mas acho que isso também está muito relacionado com o fato de pais, mães e solteirões que vivem com pressa, com prazo apertado não se dedicarem a separar um tempo para preparar um lanche/comida saudavel, e optam pelo prático, abriu a embalagem e comeu, colocou no microondas e comeu. E assim escolhemos sempre o que é mais rápido, para nós ou para os filhos. Só piora.
    Beeijo!!

    Beeijo!!
    meusantidotos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Eu sou contra a esses alimentos, mas reconheço que nos dias de hj não tem como proibir mas eu não deixo consumir sempre não só de vez em quando e olhe lá rsrsrs
    bjcas
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir
  16. Taí um tema que rende, pois muitas vezes não oferecemos aos nossos filhos, mas acabamos por comer e qd crescem óbvio que provam... então, precisamos mudar nossa alimentação tb.
    Aqui consumimos sim alguns desses alimentos, mas com moderação.
    bjs

    ResponderExcluir

Deixa seu comentário, vou adorar saber a sua opinião!
Não se esqueça de voltar mais vezes!